http://i1295.photobucket.com/albums/b634/Katleyy/letras-Coacutepia3_zpscc96821c.png

Revelada capa e excerto de "Loved"

Olá Filhos e Filhas das Trevas!


Foi revelada há minutos a capa da nova série da Casa da Noite, House of Night, Other World, assim como um excerto. Confiram abaixo a tradução feita por mim.


"Não estou doente." Com a mão a tremer, Afrodite limpa o suor que escorre da sua sobrancelha, que se cria automaticamente das suas temporadas com a dor. "Vou ficar bem. Leva-me de volta para a Casa da Noite o mais rápido possivel. Liga para um carro preto da Uber. Nem consigo imaginar conduzir outro Prius ou Corolla. É bárbaro. E lembra-te que não penso haver problema em misturar Xanax com vinho." Dois meses, disse a si mesma. Em dois meses fará um ano desde a minha última visão. Nyx, não quero que pareça que estou a reclamar, mas às vezes - na maioria das vezes - as visões são lixadas e -...

Afrodite colapsou, tapando os seus olhos dolorosos com as mãos e pressionando as suas palmas neles, tentando impedi-los de explodir, enquanto a visão se apoderou dela e a derrubou, submergindo-a em correntes negras de semi-consciência.

Então, Afrodite já não se encontrava no seu corpo cheio de dor. Havia um som de rasgar, como se um gigante tivesse rasgado um pano do tamanho de uma casa. Ela abriu os olhos e foi imediatamente consumida por sentimentos de terror, desespero, e perda.

E sangue borbulhava ao seu redor numa lágrima enorme no chão, e com a nascente de sangue emergente - a nadar - com mãos longas e dedos em forma de garras dentro da terra, tirando a si mesmo do que parecia uma cova de sangue no chão.

Os pés do corpo que a possuiu começaram a cambalear de volta.

Foco! Ordenou a si mesma. Não fazes parte do que está a acontecer. És apenas uma espectadora.

Ela pestanejou, tentando limpar os seus olhos das lágrimas que desciam como uma cascata na sua face. Ela sabia que os seus ombros sacudiam com soluços, e que ela estava a fazer um estranho som de lamento.

Mas não sou eu! Esquece isso, miúda! Recompõe-te e percebe o que se passa!

Desta vez, quando ela pestanejou, ela também esfregou os olhos, e reparou que o corpo que possuiu deixou cair algo.
Aphrodite forçou-se a olhar para baixo. Tinha uma vela amarela aos seus pés.

Vela amarela? Ar, Assim começou a perceber quem ela possuiu. Damien!

Ela tentou manter o controlo da visão, e sob o terror que invadia Damien, mas por ela estar a experienciar os acontecimentos com ele, o medo deste era debilitante. E esse simples facto era o maior problema das visões de Aphrodite. Porque não vê apenas, mas realmente experiencía qualquer coisa que aconteça com eles - o que normalmente inclui uma morte horrível - as emoções que o seu receptor sente tendem a estragar o que ela tenta desesperadamente fazer.

Apenas deixa-me ver em volta e perceber onde raio estamos, e o que raio se está a passar!

Por um momento - tempo de um suspiro - Aphrodite controlou o corpo de Damien. Ela fê-lo ficar quieto e conseguiu olhar em volta, tentando decifrar onde ele se encontrava.

O lugar era familiar. Rochas - erva castanha de inverno - e mais rochas, mas tudo estava coberto com uma enorme torrente de sangue, tornando-o alienígena e sombrio.

“Sai daqui! CORRE!”

A voz da Z! Aphrodite tentou fazer  Damien virar a cabeça para que ela pudesse olhar para a Zoey, mas o seu olhar estava preso nas coisas que emergiam da cascata escarlate.

Oh minha Deusa! Eram vampyros vermelhos! Mas não era como qualquer outro vampyro ou iniciado vermelho que a Aphrodite tenha visto. Estas criaturas mal pareciam humanas. Eles moviam-se de forma selvagem, encurvada, a rosnar e assobiar suavemente uns para os outros. Enquanto ela via através do olhos de Damien, as criaturas viraram as suas cabeças para ele. Como um caçador que acabou de ver a sua presa, os seus olhos vermelhos queimaram na direção de Damien e começaram a perseguir-lo.

"CORRE!" A voz da Zoey outra vez.

Sim, Damien, por favor. CORRE! Concordou Aphrodite. Mas então a verdade atingiu-a na forma de uma figura a emergir da lágrima no chão. Este circulo não foi fechado. Se o Damien correr, aquela fonte de sangue nojenta continuará a vomitar aqueles vampyros zombies!

Naquele momento, Damien estava a descongelar e recuar, apressando-se cegamente para a escadaria de pedra atrás de si. Aphrodite pestanejou freneticamente com Damien, tentando clarear a visão dele. E funcionou. A visão do Damien clareou - mesmo a tempo de ver a terrível familiaridade na última figura emergente. A criatura levantou a cabeça e virou-a, como uma besta, para se focar no Damien.

“Jack!” Aphrodite atirou o nome no exato momento que o corpo que possuía.

Então Damien ignorou os gritos de Zoey a pedir para ele correr, e os gritos mentais de Aphrodite para ficar e fechar o maldito circulo. Ele ignorou o seu próprio terror. Ele sabia apenas uma coisa, e Aphrodite sabia-o com ele - Jack estava de pé à sua frente.

#FontedaNoticia

Sem comentários: